Tanamoda - Blog de moda e beleza: Meu cabelo está caindo e agora? Tanamoda - Blog de moda e beleza: Meu cabelo está caindo e agora?

Meu cabelo está caindo e agora?

Por Dr. Júlio César Yoshimura

A queda de cabelo pode ser a consequência de diversos problemas como deficiências nutricionais, doenças autoimunes, distúrbios emocionais (stress), doenças endocrinológicas e, principalmente herança genética. Um grau avançado de perda capilar pode proporcionar um efeito estético negativo e trazer como consequência uma baixa autoestima, afetando diretamente as relações sociais em todas as esferas de um indivíduo.

Meu cabelo está caindo e agora?

Dentro de uma fisiologia normal podemos perder de 50 a 100 fios diariamente, mas nestes mesmos folículos capilares também irão nascer e crescer novos fios   num ciclo constante, capaz de promover uma troca natural dos fios saudáveis. Quando há uma queda acentuada de cabelo onde já se é possível notar uma diminuição do volume ou rarefação no couro cabeludo, significa que algo não está certo! Geralmente sentimos os fios dos cabelos mais finos ao toque, rarefação em determinadas áreas ou até mesmo o aumento da perda da quantidade de fios, (em escovas, nas roupas, travesseiros ou até mesmo ao passarmos a mão pela cabeça).  Diante de um quadro como este, é recomendável procurar um médico especializado imediatamente, para uma avaliação mais técnica e detalhada e obter um diagnóstico preciso para um tratamento eficaz.

Atualmente existem uma série de ​tratamentos clínicos​ como medicamentos orais, tratamento de eventuais disfunções hormonais e nutricionais e, até medicamentos específicos capazes de promover o crescimento e espessamento dos fios. Além disto, existem os procedimentos que atuam diretamente no couro cabeludo e que apresentam excelentes resultados a médio prazo como ​Laserterapia​ associado ao LED, ​Intadermoterapia​, ​Microagulhamento​ e até mesmo infiltração de em determinados casos, vale a  pena  se optar também pela cirurgia de Transplante Capilar, no qual são retirados cabelos de uma área doadora e transplantados na área calva com resultados impressionantemente satisfatórios e naturais, quando realizado por um cirurgião capacitado. 

Queda de cabelo X Calvície 

 A ​queda de cabelo​ ​acentuada pode atingir o estágio de ​Calvície​, que nada mais é que ausência ou rarefação visível de cabelos em determinada área do couro cabeludo. A calvície androgenética afeta mais os homens, estima-se que dentre todos os casos de calvície, 68% seja referente ao sexo masculino.

 A principal causadora da Alopecia é uma disfunção hormonal chamada de ​Alopecia Androgenética​ que está ligada a uma herança genética. Esta, afeta mais os homens, mas infelizmente as mulheres não são imunes a esta indesejada herança genética. Estima-se que os homens são responsáveis por 70% de todos os casos de calvície e as mulheres 30%. A incidência aumenta com a idade, sendo de que 30% dos homens com 30 anos e 50% dos homens de 50 anos terão algum grau de calvície. Quanto mais cedo ocorre o início da calvície, pior o prognóstico. Nas mulheres, o início de uma rarefação importante ocorre mais após os 30 anos e a incidência aumenta muito após os 40 anos, quando as alterações hormonais própria da idade passam a ser mais intensas.

O que causa queda de cabelo 

Além da ​Alopecia Androgenética ​que é uma doença de herança genética causadora da calvície, existem outros motivos que podem causar a ​queda de cabelo​. Mas as principais causas de queda de cabelo em mulheres abaixo desta idade estão relacionadas também a ​disfunções hormonais​ que podem ser desencadeadas por gravidez, pós-parto, troca de anticoncepcionais e menopausa.

Outros motivos que levam o cabelo a cair podem ser ​doenças hormonais​ como alterações da tireoide, alterações dos hormônios sexuais, etc. Infecções no couro cabeludo como micose e algumas doenças da pele como psoríase, lúpus e líquen plano também podem ser a fatores causais.  O uso excessivo de ​medicamentos​ também pode levar ao problema, como exemplo maior temos algumas pessoas que fazem quimioterapia para o tratamento de determinados tipos de câncer.
  
Uma outra causa muito comum é a utilização de produtos químicos que contém ​FORMOL​ em sua composição e são aplicados para promover o alisamento dos cabelos (Escova Progressiva e similares). Doenças de caráter emocional com ​Estresse​ e ​Tricolomania​ (doença compulsória onde o paciente arranca os próprios fios de cabelo) são outros estimulantes para a queda de cabelo aguda.


Tratamentos para queda de cabelo

Dependendo de sua causa, a queda de cabelo pode ser revertida. A medicina atual oferece diversos tratamentos para remediar ou solucionar problema, como o uso de loções tópicas, medicamentos orais, medicamentos injetados diretamente no couro cabeludo (intradermoterapia), laserterapia, aplicação de PRP, etc. Procure um médico para identificar qual o seu tipo de problema causador da perda acentuada dos fios para iniciar o procedimento correto tão logo quanto possível.


Dr. Júlio César Yoshimura, cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da International Society of Aesthetic Plastic Surgery e da Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar.



2 comentários:

Comente! Ficarei muito feliz com o seu comentário. Sempre respondo e retribuo todos assim que possível. Se não possuir nenhuma das contas listadas, basta comentar selecionando o modo Nome/URL ou Anônimo. Obrigada!